Páginas

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

como escolher a maquiagem para sua cor de roupa q ira usar hoje.

Estou com essa roupa… com que make eu vou?






Essa pergunta é muito frequente e na verdade ela é respondida com o tempo.



Tempo para você começar a entender como é seu rosto, que tom tem sua pele, que roupa te valoriza, como é teu cabelo, que acessórios usará, qual é a ocasião, que horas… enfim, um monte de informação visual que você se alfabetizará com o tempo.



Tudo isso cria BOM SENSO. Isso é fundamental.



Está com dúvida? Opte pelo menos. Melhor pecar pela falta do que pelo excesso!!



Entender também que tudo o que vê na TV ou na revista não é ouro para você. São referências…



Ver uma sombra coloridíssima na foto talvez não caia bem para você naquela hora, com aquela roupa, com seu estilo ou com seus traços físicos!



Precisa antes saber os defeitos pessoais para saber valorizar as qualidades porque eles continuarão lá! Tudo é uma questão de “chamar atenção” para o que quer…



Seguindo na linha do equilíbrio visual se na make a boca é forte o olho é pouco e vice-versa.



Acessórios perto do rosto chamam atenção também por isso a make diminue conforme a informação aumenta.



No rosto é cor? Na roupa é neutro… a não ser que você vá para uma balada de madrugada super mega moderna com pessoas super modernas!!



Não tente “segurar” um look que não cabe com você. Isso é como “andar de salto alto com dor no pé”!



Invista em combinações de cor sutis com os acessórios, makes que tenham HARMONIA com a roupa e não necessariamente combinem com ela! (o tom levemente rosado da sombra pode lembrar o tom rosado da sua pulseira… coisas do tipo).



Cores “puras” (vermelhão, verdão, amarelão, azulão, rosão…) e opacas são difíceis de trabalhar na make social. Vá de pigmentos coloridos que têm luminosidade, textura e tons mais delicados (como verde- oliva, beringela, alaranjados…).



Cor neutra no côncavo (grafite, preto, marrons…) faz uma harmonia mais chique com combinações de cores. A cor “vibra” somente no centro da pálpebra e fica mais evidente quando você fecha os olhos…




 




Isso é bom senso, equilíbrio e harmonia visual tão importante na produção!!!



Por isso é tão difícil para eu falar que make devem fazer com tal roupa se eu não estou vendo pela net tonalidades, detalhes e acessórios. Fora que no mundo da maquiagem existem milhares de tons de sombra para combinar…



Pense nisso!!



Olhe seu armário, veja seu material de make e quando for “se montar” para algum lugar pense em cada detalhe!



;-)



Beijinhos 1000

PAOLA

















voltei!!!

Gentem, desculpem!!!
Eu voltei, dei uma sumidinha, mas estou de volta com novidades.
Fui viajar para New York, por isso n postei muita coisa por aq.
E Novidadessssssss tb.
Estou gravidinha, maio do ano q vem, nasce meu anjinho, q ainda n sei o sexo, mas logo q saber conto aq para vcs.
Ok, bjuuuuu

curiosidades sobre maquiagem por Paola Gavazzi

Senta que lá vem a história…



Uma das coisas mais interessantes do caminho da maquiagem é que você descobre coisas novas com a prática, jeitos diferentes de aplicações, usa novos produtos e começa a brincar com novos tipos de acabamentos!



Isso sempre me encantou demais e cada vez que você LÊ MAIS, PRATICA MAIS e compra PRODUTOS COM ACABAMENTOS INTERESSANTES, ganha novas armas para deixar fluir o seu gosto, o seu espírito e tudo mais.



Por isso, ficar PRESA (o) sempre às mesmas técnicas e os mesmo tipos de aplicações por anos e anos pode te emburrecer. Mostra que não é uma pessoa flexível e não flutua naturalmente pela arte da maquiagem.



Esse é o meu grande ponto quando eu falo de cursos. Ele é um INÍCIO mas nunca um fim, e se esse início for com um profissional desatualizado, que não desenvolve outras visões, você pode ficar “bitolada (o)” em regras desnecessárias.



Mesmo eu trabalhando há 20 anos com maquiagem eu estou em um processo constante de aprendizado, seja com uma amiga, em um site e tudo mais.



Eu gosto de ler muitos livros de maquiagem e geralmente seleciono os de grandes profissionais do ramo (e do mundo). Minhas viagens me alimentam MUITO, sempre volto com algo novo e não só com uma maleta mais recheada.



No final das contas, muitas vezes encontramos dicas que atualmente estamos fazendo por “feeling” diariamente e isso me deixa feliz! São outras pessoas percebendo o que percebemos sem querer, só pelo ato de maquiar rostos diferentes, de testar coisas diferentes e ter outras misturas.





Há algum tempo que algumas das minhas sugestões e aplicações mudaram, sem querer… somente com a prática e a percepção. Por isso é muito importante praticar!



Segue abaixo conselhinhos:



- Ultimamente não estou curtindo uma pele com aspecto muito opaco. Isso significa que você deve continuar usando sim uma base mais “matificante” mas que o acabamento não seja tão seco ao extremo.



Seja mais tolerante com a sua pele “sebenta” e use essa oleosidade ao seu favor!



A pele deve ser levemente mais opaca somente na ZONA T e, no resto, deixe que o seu brilho natural trabalhe como um iluminador saudável! Ter pontos de brilho “de pele” no alto das maçãs funciona muito para deixar aquele aspecto de pele hidratada, bem tratada e não deixa você com cara de “reboco”.



- USE PÓ TRANSLÚCIDO ao invés de um com a cor da sua pele. Há mais de ano eu simplesmente deixei de lado o pó com cor, mas foi algo muito natural.



O que eu sentia era que, com o translúcido, eu conseguia a medida certa na aplicação e cada vez mais comecei a usar menos pó (dando um aspecto mais natural à pele). Fora que ajuda um bocado porque como ele não tem cor, serve para vááááááários tons de pele.



No meu estudo mais recente, li que uma mega maquiadora americana só usava pó translúcido!!! A razão? Psicológica, amiga!



É muito fato: você olha aquele pó branco e, se exagerar na aplicação, deixará a sua pele muito clara. Bingo!!! É isso mesmo!!!



Pó translúcido é o que há! Para homens e mulheres! Sempre com pincelão, porque “pó + esponja” não combinam!



- Aumentei o meu uso de pó iluminador. Antes eu não usaaaaaava pakas, somente nas makes mais festa. Há tempos voltei a usar na make do dia-a-dia de uma maneira rápida, que vou explicar em outro post, tá? O pó iluminador contribui para um aspecto saudável (isso eu já tava careca de saber) da pele e, juntando com os conceitos gerais, ele foi um grande aliado na história.



- BASES: eu já sugeri muito a STUDIO FIX FLUID e a REVLON COLORSTAY mas, com o meu lema “natureba” elas não cabiam em algumas situações para mim. Me peguei já não morrendo de amores por elas.



Como eu fiz um levantamento mais sério das bases que usava, com depoimentos, testes e muito mais, cheguei à uma conclusão: além do acabamento muito opaco, a APLICAÇÃO era meio nervosa!



Por quê?



São bases que SECAM MUITO RÁPIDO (risco de manchas) e aderem demaaaaaais na pele. Como muita gente não limpa o rosto de modo caprichado, isso poderia ser um problema. E a aplicação, com o pincel 187, o acabamento nunca foi tão bom como com a esponja de latéx, que ajudava a espalhar melhor.



Eu me liguei que algumas outras bases que eu já indicava, seriam melhores para aplicar!



Por exemplo: a Revlon Colorstay ACTIVE é da mesma família, longa duração do mesmo modo mas não tem esse problema de aplicação (e com o tempo, deixam a pele mais natural que a “mãe” Revlon Colorstay).



A minha atual querida, que leva o “Oscar da Beleza” para peles oleosas é a LANCÔME IDÔLE ULTRA, que, com um pouquinho já dá um acabamento lindo, fácil de espalhar (com as mãos é uma delícia) e não exige retoques por 14hs (de verdade)! Aliás, as bases da Lancôme são muito, muito, muito boas! É sempre uma excelente compra (a Lift também é fantástica)!



- Hoje percebi uma maneira de pensar que TALVEZ seja mais inteligente para o seu material (pelo menos em muitas situações). Como todo mundo já vomitou essa frase (inclusive eu), “o menos é mais” mas “TER O MAIS FICA MAIS FÁCIL DE CONSEGUIR O MENOS”*.



* Vou deixar essa frase em suspense por enquanto até preparar um post sobre corretivo FULL COVER aqui. Você verá! :-)



Para finalizar…





VOLTANDO NA BASE LANCÔME IDOLE ULTRA:





Olha a danada aí! Chique, fina e apertada!



Ela é mais cara que Revlon? É. Mais cara que MAC? É. Que as nacionais também? Também!



Mas o meu pensamento com bases sempre FOI A LONGO PRAZO. É difícil de pensar, mas é verdade, viu? Acredita em mim!!!



Tem algum problema em comprar uma Natura? Não. Funciona. Qual é o ponto então???



O ponto é a fixação! Bases que não cobrem muito ou que não fixam direito no rosto, você acaba USANDO UMA QUANTIDADE BEM MAIOR!!! Result’s? Acaba mais rápido!!!



Com uma Lancôme, que cobre bem com pouco e fixa bastante no rosto, você usará pelo menos a metade!!! Ou seja: no final sai quase elas por elas! A diferença de preço compensa no final, saca?



** Mas não fique nervosa não! Se a base for “too mutch” ainda, vá das nacionais e procure o melhor acabamento para elas. Melhor do que te ver de cara lavada!!! **





O efeito é mate (opaco) mas ele fica muito natural depois de alguns minutos. Segura bem a oleosidade sem rebocar!



Ela aceita muito bem misturas com hidratante e protetor solar! Na boa!!!! Boa dica para uma cobertura mais suave e para um produto mais duradouro